Land Lousã


BaseCamp – A nova ferramenta da Garmin para gerir rotas, caminhos e pontos de interesse by joaocarloscardoso
05/10/2009, 14:12
Filed under: CARTOGRAFIA, MAPSOURCE

No dia 14 de Janeiro foi anunciado pela Garmin uma nova ferramenta especialmente dirigida aos entusiastas das actividades de Outdoor para gerir as suas rotas (routes), caminhos (tracks) e pontos de interesse (waypoints): BaseCamp.

Encontra-se disponível para download gratuito no próprio site da Garmin, desde o primeiro trimestre de 2009 e, presentemente, a sua versão mais actualizada é a 2.0.7: http://www8.garmin.com/support/download_details.jsp?id=4435

Explorar o terreno.

A ferramenta BaseCamp oferece ao utilizador todo um novo conjunto de facilidades na manipulação de mapas e organização de dados. Assim, permite aos utilizadores representar os mapas a 2 e 3 dimensões (respectivamente, 2D e 3D), incluindo perfis de elevação, bem como rodar o mapa em qualquer direcção, sem estar sempre confinado à orientação Norte.

Convém, no entanto, ressalvar que o BaseCamp apenas reconhece mapas MapSource que contenham incorporados dados DEM (digital elevation model). Alguns exemplos são: Topo U.S. 24K, Topo U.S. 24K National Parks (versão 3), Topo U.S. 100K (versão 4 e seguintes), Topo U.S. 2008, Topo Australia, Topo Canadá (versão 4), Topo Alemanha, Topo Grã-Bretanha.

No nosso caso, apenas reconheceu a cartografia de base (Global Application Base MAp v2) e o Recreational Map of Europe v2.

São ainda requisitos da ferramenta:

  • O computador possuir o sistema operativo Windows XP com Service Pack 2, ou posterior.
  • A Framework da Microsoft .NET 2.0 SP1.
  • Uma placa gráfica que suporte OpenGL, versão 1.3 ou seguinte (para a visualização em 3D).

basecamp02

No que toca aos mapas, o interface básico da ferramenta BaseCamp apresenta-se divido em três grandes áreas:

  1. Visualização de Mapa em 2D, bem como das rotas, caminhos ou pontos de interesse que estejam carregados;
  2. Visualização de Mapa em 3D, bem como das rotas, caminhos ou pontos de interesse que estejam carregados;
  3. Visualização do “mini mapa”.

Qualquer destas janelas pode ser desactivada ou activada autonomamente, através do menu “View”, comando “Map Views”.

Os “controlos de Mapa”, disponíveis no canto superior esquerdo de cada mapa permitem ao utilizador ajustar a visualização do mesmo: mover o mapa, rodar a orientação do mapa, aumentar e diminuir, ajustar o ângulo de visão (específico da visualização em 3D).

basecamp03

Actualmente, a versão 2.0.7. não suporta ficheiros TYP específicos nos mapas.

Gerir Informação.

Preparar uma viagem, através da criação/edição de rotas, caminhos ou pontos de interesse, e depois descarregá-los no dispositivo de GPS, pode ser feito através da ferramenta BaseCamp.

As rotas, caminhos e pontos de interesse são armazenados na “Library” ou “Bilblioteca”, e organizados em pastas. A “Library” ocupa o lado esquerdo do BaseCamp  e divide-se em dois painéis:

  1. No painel superior o utilizador visualize as pastas que armazenam e organizam as totas, pontos e caminhos, bem como os dispositivos GPS ligados;
  2. O painel inferior exibe o conteúdo do painel ou do dispositivo GPS seleccionado.

Neste aspecto, o BaseCamp permite interagir directamente com os dados armazenados no dispositivo, sem ter que os importar antes como sucedia no MapSource.

As propriedades de cada objecto (rota, caminho ou ponto de interesse) podem editadas e detalhadas na “Área de Informação” (ponto 3.).

basecamp04

A dificuldade da rota ou caminho, em termos de extensão ou de desnível, pode ser identificada no BaseCamp através do separador “Elevation Profile”, que se encontra na “Área de Informação”. A navegação nestes objectos pode ser simulada através da funcionalidade “Playback”

basecamp06

Outra característica interessante da ferramenta BaseCamp é a geo-referenciação das fotografias. O BaseCamp utiliza neste particular a informação data/hora da foto e cruza-a com os pontos do caminho registado, procedendo pois ao afectar das coordenadas (“geotag”).

Convém tomar atenção às definições data/hora existentes no computador e na máquina fotográfica. As mesmas devem ser idênticas, sob pena de comprometer os resultados.

Para adicionar informação geográfica às fotografias o utilizador deve então:

  1. Seleccionar o caminho na “Library”;
  2. Seleccionar o menu “Edit” e depois o comando “Geotag Photos Using Track”;
  3. Procurar e seleccionar a pasta que contém as fotografias retiradas durante o caminho;
  4. Seleccionar a caixa de marcação “Create Waypoints for matched photos”;
  5. Premir  o botão “Preview”, o que permite ao utilizador um maior controlo sobre as fotografias a geo-referenciar; e, para concluir,
  6. Premir o botão “Geotag Photos”.
Anúncios

7 comentários

Boas.
Mais uma vez excelente.
Thanks, João cardoso.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Nota: Não foram dadas quaisquer informações sobre a criação/edição de rotas,caminhos ou pontos, na medida em que aquelas operações se realizam de forma idêntica à do MapSource. Para além disso, convém estar atento às próximas ideias da empresa Garmin, pois este produto posiciona-se num patamar já próximo daqueles a que nos habituou o GoogleEarth. Iremos ainda conviver bons tempos com o MapSource, sobretudo quando lidamos com cartografia do continente africano e iniciativas opensource (sem DEM). Mas a tendência na cartografia americana, australiana e europeia é para explorar cada vez mais BaseCamp em detrimento do MapSource.

Comentar por joaocarloscardoso

Muito bom.
Tenho de ver isso.
Cumps

Comentar por André

Só uma frase… Land Lousã na linha da frente..

Comentar por LuisVidal

Boas.
Só pretendemos “PARTILHAR” o nosso conhecimento e vamos manter este espírito.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Boas!
Seguindo o rumo a que já nos habituaste, só me lembro duma palavra: EXCELENTE!

Obrigado Mestre! ;o)
Abração.

Comentar por Nuno Mendes

Boas.
Muito obrigado.
É FANTÁSTICO ter Amigos assim.
Um bem Haja muito GRANDE.
Inté

Comentar por Carlos Costa




Os comentários estão fechados.