Land Lousã


TODO TERRENO EM MARROCOS EM 2010 – RESTRIÇÕES by Parola Gonçalves
10/01/2010, 16:38
Filed under: MARROCOS

Não é um tema novo e nada que já estivéssemos a espera.  A partir do dia 1 de Fevereiro de 2010, entra em vigor as normas para a Circulação de Raids e Rallyes no Reino de Marrocos.

Estas normas do  “Ministério do Turismo e Artesanato “ do Reino de Marrocos, salienta que, todas as provas, passeios, ou qualquer outro evento similar desenvolvido em Marrocos tem de  ter a aprovação prévia de suas autoridades, e estar sujeita ao cumprimento de determinadas condições. O pedido deve ser formalizado com, pelo menos dois meses de antecedência.

Esta regra, como relatado pelo Departamento de Turismo de Marrocos visa servir para alcançar um desenvolvimento sustentável e assegurar uma melhor coordenação entre os diferentes intervenientes na organização de tais eventos.

A partir do momento que a  Circular entra em vigor, qualquer pessoa que queira organizar qualquer tipo de evento nesta área deve usar os serviços de um agência de viagens (aceito pelo Departamento de Turismo de Marrocos), embora as associações e organizações sem fins lucrativos podem ser dispensados a partir deste ponto se pode provar o seu estatuto. Mesmo a instalação de bivouacs ou acampamentos exigem autorização prévia das autoridades locais e do conhecimento do governo.

Para realizar qualquer uma das actividades é obrigatória e obtenção das autorizações necessárias, que exigem uma extensa lista de documentos de que destaca:

Informação dos organizadores, o programa previsto, indicando os locais de alojamento ou acampamento, o percurso em mapa topográfico, a relação entre os participantes, a relação e documentação de todos os veículos envolvidos, uma cópia do seguros contratados para esse efeito, informações detalhadas sobre as medidas tomadas para limitar o impacto sobre o meio ambiente …

Uma cópia da Circular (PDF, 242 KB) pode ser alcançada AQUI.

Fórum Clube Land Rover Todo Terreno de Espanha, AQUI.

Foro 4×4, AQUI.

Nós na LandLousã vamos contactar pessoalmente a Embaixada do Reino de Marrocos para mais informação detalhada da qual daremos conhecimento oportunamente.

Anúncios

19 comentários

Boas.., isto vai complicar em algum aspecto a nossa viagem…?

Comentar por Hugo Leal

Boas.
Para já não te posso dizer nada, já que pensamos ir a Embaixada saber mais pormenores, mas penso que tudo depende do n.º de viaturas e de como vão. Quantos carros são?. Manda para o e-mail da Landlousã sff.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Boas Parola,

Falei com o Moha do Auberge Du Sud e ele disse que isto e mais para os Rallyes e Raids não para pessoas individuais.

Logo falo também com a Embaixada e digo qualquer coisa

Sherif

Comentar por Che

Boas.
Eu enviei o documento ao Moha e ao Hamid, bem como a outro pessoal em Marrocos.De qualquer modo estou a espera de ir a Embaixada de marrocos para esclarecer esta situação.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Viva.

Bom, estão realmente a começar a apertar.
Mas se à primeira vista parece mais apontada a quem organizar ralyies ou raids, no documento publicado tem lá explicito… ou outras ‘manifestações’ similares, sejam elas motorizadas ou não…
Ou seja, aparentemente aplica-se a clubes que organizem passeios… mas e a um grupo de particulares?

Abraço,

Comentar por Pedro Machado

Boas.
“no documento publicado tem lá explicito… ou outras ‘manifestações’ similares, sejam elas motorizadas ou não…”
É isso mesmo.
Penso ir a Lisboa a Embaixada para a semana e depois coloco um post.
Inté

Comentar por Parola Gonçalves

Boas.
Parola quanto ao paragrafo que nos interessa, pedi a Ana uma tradução, e então temos assim:
“As associações e organismos sem fins lucrativos não necessitam de recorrer aos serviços de uma Agência de Viagens para organizar as actividades planeadas, desde que sejam exclusivamente organizadas em benefício dos seus membros, de acordo com o estipulado no artigo 22, da lei nº 31/96, que define o estatuto das agências de viagens. ”

Acho então que á partida não altera nada, quando se trata de pequenos grupos de amigos, que dormem em hotéis ou parques de campismo!
Um Abraço,
Paulo Alves

Comentar por Paulo Alves

Boas.
Isso é para não ser necessário o “parceiro” Marroquino, mas é necessário todos os outros papéis.
Na LandLousã já temos os Estatutos a serem traduzidos para francês para entregar na Embaixada de Marrocos.
Inté

Comentar por Parola Gonçalves

Olá a todos.
Estou a ficar um pouco preocupado, Eu que gosto tanto de Marrocos.
Talves não seja nada, Vou ficar á espera de boas noticias.
Inté

Comentar por Carlos Costa

Boas,

Já li o documento e o principal problema vai ser de interpretação/aplicação, na medida em que tem conceitos imprecisos e que podem dar pano para mangas.

Parola, perdoa o abuso, mas vou transcrever algo que rabisquei noutro lado. Se achares demais, corta.

Marrocos teve 7.000.000 de visitantes em 2008.

As pistas de ski do Atlas estão a receber investimentos na casa dos 70.000.000 €…

O Rei visitou em caravana os territórios do sul em 2008.

Pessoalmente, andei atrás da enorme caravana durante muitas horas. Era liderada por enormes camiões militares, seguida de potentíssimas viaturas semi-blindadas com as tendas, com o catering; vi as escoltas de Honda Goldwing nas pistas de montanha (não estou a inventar – foi a realidade) com os polícias a caírem na lama; vi a engenharia militar a descarregar bulldozers para arranjarem o caminho para todos poderem passar – e passaram.

Vi uma organização que me impressionou e percebi que as coisas iam mudar.

No ano seguinte (2009) algumas das pistas já estavam alcatroadas e havia muitas bulldozers e niveladoras a reparar antigas pistas do médio e alto atlas.

A malta dos 4×4 trouxe à ribalta os paraísos perdidos de Marrocos mas não gasta muitos $$$$$. Um marroquino meu amigo disse-me há uns anos: “português, vcs mostraram-nos que um pedaço de areia pode render dinheiro com o turismo. Mas só ganharemos bom $$$ quando, depois de vcs irem embora, vierem os turistas ricos, nas viaturas das agências de viagens, que compram tudo o que puderem comprar em meia dúzia de minutos e depois vão para os seus países gabar-se que vieram ao deserto…”

E, para além dos turistas ricos, tb se ganha bom dinheiro com os turistas de autocarro. As prmeiras vezes que fui ao Todra, era praticamente impossível chegar às Gorges sem ser de 4×4. No ano passado, nem consegui parar, tantos eram os autocarros, os carros particulares e uma imensidão de gente para um lado e para o outro. A primeira vez que lá fui, o Yasmina era alimentado a gerador e jantávamos à noite com os donos. Agora, cresceu muito, está rodeado de uma multiplicidade de unidades turísticas e já não conheço ninguém.

Claro que continuarei a ir a Marrocos. De preferência, com alguns amigos. Para não arranjar chatices, se necessário, vamos em barcos diferentes e juntamo-nos depois.

Já lá fui 2x a solo: uma com a minha mulher e outra também com a filha. Em ambas, acampámos mais do que uma vez e não senti qualquer receio.

Gosto do país, das pessoas e das fabulosas paisagens.

Confirmo ter visto coisas horríveis.

Na última edição africana do Dakar, vi uns portugas completamente loucos, a tentarem emitar os concorrentes, atropelarem mortalmente um burro e porem-se em fuga.

Mais tarde vi-os a beber cerveja e a “uivarem” odes à resistência do pára-choques que tinha aguentado a pancada.

Os marroquinos têm, infelizmente, razão.

A razão que muitos idiotas lhes deram.

O que me entristece é a história do costume: por uns poucos pagam muitos e quem vai enriquecer não são as populações locais.

Comentar por 100azimutes

Boas.
Esta é a principal questão”Já li o documento e o principal problema vai ser de interpretação/aplicação, na medida em que tem conceitos imprecisos e que podem dar pano para mangas”.
Aqui é que está a questão.
Já o li e reli várias vezes e dá pano para mangas.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Boas

Subscrevo o comentário de “100azimutes”.
Totalmente!!!
Vou lá no Carnaval com mais 5 viaturas; depois direi o que se passou.
Cumprimentos

Comentar por Eduardo

Boas.
Eduardo, tu sempre tinhas razão, já há uns tempos que andas a “alertar” para isso.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Acho que vai dar p€no p/ muit€s m€ng€s.
E o pior será na entrada, certamente.
Como vou entrar por Ceuta»Tetuão, num Sábado à tarde(é a pior altura)estarão reunidas as melhores condições para.
Cumprimentos

Comentar por Eduardo

Este tipo de Turismo é demasiado importante para o Reino de Marrocos, por isso em minha opinião o que se está a passar é uma questão de segurança, dado que está a ser posta em risco de ano para ano.
Foi uma das razões do Dakar se deslocar, e com a actual situação no Sul e países vizinhos é claro que terá que haver um controlo melhor.
Marrocos é o País mais a Sul da Europa, e por isso tem adoptado muita da legislação que já conhecemos.
De certeza que continuam à nossa espera !

Comentar por paulobre

Olá
Gostava de expressar a minha opinião sobre este tópico como assíduo leitor do Land Lousã. Quem costuma viajar a Marrocos tem noção do tráfego organizado ou não de caravanas de jipes, motas e auto-caravanas que por lá circulam. As actividades associadas ao todo terreno que grupos, associações e clubes organizavam em solo marroquino são numerosas, muitas destas actividades são realizadas sem conhecimento das entidades locais, esta nova norma do Ministério do Turismo e Artesanato do Reino de Marrocos vem «combater» estas actividades, compreendo esta tentativa em alterar a situação actual do fluxo continuo de eventos «clandestinos». No nosso país acontece o mesmo, qualquer actividade deste tipo deverá ter o conhecimento das entidades/ autoridades do evento a realizar.
Em Fevereiro vou passar duas semanas de férias a Marrocos na companhia de mais amigos, informarei os leitores do Land Lousã das alterações anormais caso existam.

Um abraço
Rui Rodrigues

Comentar por Rui Rodrigues

Boas.
Obrigado.
Inté.

Comentar por Parola Gonçalves

Viva, não era nada que não se esperasse. O problema vai ser quando encontrarmos algum mal disposto. Já tive vários problemas em Marrocos, por mais de uma vez nem me queriam deixar entrar. A questão será, se um deles implicar, podemos ter graves problemas.

Comentar por Luis Amorim

Boas.
Já vão chegando novidades consistentes, mas para a semana haverá mais novidades mais concretas.
Todas serão partilhadas nesse espaço, como sempre.
Inté

Comentar por Parola Gonçalves




Os comentários estão fechados.