Land Lousã


TYPViewer: Editor de ficheiros TYP (Mapas vectoriais Garmin) by joaocarloscardoso
25/06/2010, 13:25
Filed under: CARTOGRAFIA, LANDLOUSÃ, MAPSOURCE

Uma das potencialidades mais interessantes dos mapas vectoriais Garmin reside na capacidade que o utilizador dispõe de modo a criar os seus próprios símbolos gráficos para representar linhas, polígonos e pontos, substituindo assim os conjuntos fornecidos por omissão pela Garmin.

Estes símbolos gráficos são definidos num ficheiro especial designado TYP, o qual pode ser associado a mapas do utilizador, criando simbologias específicas.

No entanto, desenhar e codificar símbolos TYP no formato aceite pelo compilador de mapas cgpsmapper (https://landlousa.wordpress.com/2009/08/31/algumas-nocoes-sobre-os-mapas-vectoriais-carregados-nos-receptores-gps-da-garmin/) pode ser algo complicado, dado que aqueles são definidos segundo o formato XPM. E isto passa por:

  • Afectar cores a caracteres ASCII,
  • Digitar manualmente os caracteres ASCII de modo a compor uma imagem.

 

O que é o formato XPM?

X Pixmap ou XPM é um formato gráfico utilizado nos sistemas Windows. Foi desenvolvido em 1989 por Daniel Dardailler e Colas Nahaboo no Centro de Investigação da Bull.

Destina-se primordialmente à criação de ícones e suporta transparência da cor.

Um exemplo de como um símbolo gráfico (polígono) é representado em XPM pode ser visto a seguir:

A sua representação gráfica pode ser vista a seguir:

Felizmente existem ferramentas que simplificam tal processo de criação/edição dos símbolos TYP.

TYPViewer

O TYPViewer  é um editor/visualizador de ficheiros TYP. Suporta como fonte ficheiros TYP compilados (formato .typ) ou ficheiros TYP em texto. Permite ao utilizador visualizar os símbolos (pontos, linhas e polígonos), bem como os códigos ASCII (formato XPM) que lhe estão associados.

A versão 3.4.3 da aplicação TYPViewer pode ser descarregada a partir da seguinte ligação:

http://opheliat.free.fr/michel40/setupTYPViewer.exe

Esta aplicação não possui qualquer documentação de suporte e tem a dificuldade acrescida de apresentar todo o interface em francês.

Este interface básico apresenta-se dividido em duas grandes zonas:

  • A zona que contém as definições ou parametrizações específicas quanto ao modo de representar os objectos no mapa, estruturando-os internamente em secções;
  • A zona de visualização em formato XPM e modo gráfico do objecto seleccionado.

Assim, No canto superior esquerdo são definidos

  • o FID (Family ID) que associa o TYP ao mapa, bem como
  • o ProductCode que deve conter o valor 1 e o
  • CodePage (conjunto de caracteres em utilização e que normalmente assume o valor 1252 – Europa Ocidental).

 Seguem-se depois as áreas que permitem ao utilizador visualizar, adicionar ou redefinir o aspecto gráfico de:

  • Objectos do tipo polígono (quadrados com o máximo de 32 x 32 pixéis e 2 cores, representados quando necessário em mosaico);
  • Objectos do tipo linha (polyline), quer especificando os atributos cor e espessura, quer definindo uma imagem para a representação;
  • Objectos do tipo POI (no máximo de 24 x 24 pixéis e 254 cores), bem como o seu nome.

Em qualquer uma destas áreas é possível adicionar novos símbolos, modificar ou eliminar símbolos existentes, premindo respectivamente os botões “Ajouter”, “Modifier” e “Supprimer”.

Finalmente temos a secção relativa à “Draw Order”.Trata-se de uma secção que contém indicações para a representação de todos os objectos do tipo polígono contidos no mapa e não apenas aqueles que queremos parametrizar. É obrigatória e deverá listar todos os polígonos, mesmo que mais tarde não alteremos a sua apresentação gráfica, sob pena dos mesmos não serem representados no mapa.

Conforme o utilizador se desloca pelos símbolos é dada a visualizar nas áreas central a sua representação em formato XPM (caracteres ASCII) e direita em modo gráfico (bitmap). Se premir o botão “Modifier” ou premir o botão esquerdo do rato duas vezes sobre o símbolo tem-se acesso ao editor gráfico.

No caso dos objectos do tipo POI é ainda possível carregar imagens do tipo bitmap e convertê-las automaticamente para o formato XPM. Assim, o utilizador tem a possibilidade de criar símbolos num editor gráfico e utilizá-los posteriormente no ficheiro TYP.

Caso o utilizador esteja a utilizar como fonte um ficheiro TYP compilado (formato .typ)as alterações são armazenadas directamente.  Se se tratarem ante de  ficheiros TYP em texto, existe a opção de o compilar para um ficheiro TYP através do compilador cgpsmapper.

Anúncios

1 Comentário

Boas.
Excelente, John.
A parada está alta.
Inté

Comentar por Parola Gonçalves




Os comentários estão fechados.