Land Lousã


Oregon Custom Map Fixer: Criar mapas raster para Garmin em dois “cliques” by joaocarloscardoso
26/09/2010, 20:05
Filed under: CARTOGRAFIA, MAPSOURCE

Com o Oregon Custom Map Fixer é possível em poucos passos criar mapas raster para os dispositivos gps COLORADO/OREGON/DAKOTA da GARMIN (Garmin Custom Maps).

Este produto, desenvolvido com a ajuda do autor de um produto mais completo e que já aqui demos conta (o MAPC2MAPC), pode ser descarregado a partir da seguinte hiperligação:

http://sites.google.com/site/mrvogel/Files/OregonMapFixer.zip

O produto tem um interface muito simples e é quase todo ele ocupado pela área dedicada à manipulação da imagem a georreferenciar e a gerar como mapa.

São suportadas imagens em diversos formatos gráficos ( jpeg, bmp, tiff, png).

Bem! “dois cliques” do ponteiro rato nesta aplicação significam então uma operação bem rápida:

  • A sequência de teclasCtrl-O abre a imagem;
  • Premir a tecla A, depois posicionar o ponteiro do rato sobre o ponto a georreferenciar e premir o botão esquerdo rato, permite escolher o primeiro ponto do mapa a georreferenciar;
  • A seguir, premir sequência de teclas Shift-A para carregar as coordenadas do primeiro ponto.

É possível, pois, precisar a localização do ponto através do carregamento directo das coordenadas (latitude/longitude). Este processo terá que ser repetido para o utilizador poder georreferenciar o segundo ponto. Assim, o utilizador deverá, novamente,

  • Premir a tecla B , depois posicionar o ponteiro do rato sobre o ponto a georreferenciar e premir o botão esquerdo rato, o que lhe permite escolher o segundo ponto do mapa a georreferenciar;
  • Premir a sequência de teclas Shift-B para carregar as coordenadas do segundo ponto.

O mapa está agora pronto a ser gerado. Para tal basta carregar no botão “Make Map” ou premir a tecla M. O mapa (no formato .kmz) será gerado e armazenado na pasta onde se encontra e a partir da qual é executada a aplicação Oregon Custom Map Fixer.

Caso pretenda reiniciar o processo de georreferenciação de uma imagem basta carregar no botão “Restart”.

Algumas das características de exportação podem ser definidas logo por omissão, afectando os mapas a produzir, de modo a torná-los conformes com as especificações da Garmin. Aquelas, são definidos na janela “Options”, acessível a partir do botão com o mesmo nome.

Atenção, que neste formato será gerado um ficheiro .KMZ por camada, contendo até um máximo de 100 imagens/fracções no formato JPEG. Dado que a Garmin define como dimensão máxima para as imagens constituintes de um “Custom Map” 1024×1024 pixéis, as imagens são automaticamente redimensionadas sempre que se revelarem maiores. O número e a dimensão das imagens/fracções são manipuladas ao nível da janel “Opções”.

O Oregon Custom Map Fixer contempla ainda algumas funcionalidade que vão para além da simples  conversão, como o controlo da “ordem de desenho” (draw order) ou a criação de mapas transparentes, os quais podem ser carregados sobre outros mapas (do tipo “topo” ou “city”).

O valor especificado na opção “Ordem de Desenho” que se encontra na caixa de diálogo de opções de funcionamento da aplicação, controla a sobreposição do mapa no dispositivo GPS face aos outros mapas que existam activos. Assim:

  • Se o valor especificado na opção “Ordem de Desenho” for igual ou superior a 50, este mapa será desenhado sobre os outros mapas;
  • Se o valor especificado for inferior a 50, o mapa será desenhado apenas sobre objectos do tipo terra, água e áreas, mas não sobre estradas, linhas ou contornos de profundidade de outros mapas.
Anúncios


TRAVESSIA DO OCIDENTE (FIGUEIRA DA FOZ) A ORIENTE ( VALLE DA VENTA) FINAL by Parola Gonçalves
26/09/2010, 17:00
Filed under: PASSEIOS E AFINS

Boas.

Mais uma Travessia realizada, com muito Todo Terreno para todos os gostos.

A 1ª etapa foi da Lousã a Janeiro de Baixo via Troço de Cacilhas e terminou no Parque de Campismo de Janeiro de Baixo.

Track da 1ª etapa, AQUI.

A 2ª etapa teve início no Parque de Campismo de Janeiro de Baixo, começando o Todo Terreno em Cambas, terminando em Valle da Venta, Espanha. è uma etapa fabulosa, com mais de 95% em todo terreno, salientado os Trilhos da Serra da Gardunha. Chamo a atenção para o corta-fogo assinalado neste track, bem como no acesso a sob a passagem da linha férrea.

Track da 2ª etapa, AQUI.

Os Parques de Campismo de Janeiro de Baixo e Freixial em Penamacor, reunem as condições todas. São modernos e asseados, tendo o 1º bungalows e o 2º piscina. Ambos têm localizações privilegiadas.

Bons trilhos.

Inté




%d bloggers like this: