Land Lousã


OruxMaps: Navegação 4×4 em Android (Parte IV – Mapas offline) by joaocarloscardoso
06/02/2011, 17:19
Filed under: CARTOGRAFIA, LANDLOUSÃ

Explorados que foram o interface, funcionalidades e utilização de fontes de mapas online, este artigo encerra o tema OruxMaps com a abordagem  à criação de mapas offline a partir de imagens raster ou da utilização do Mobile Atlas Creator (MOBAC):

O primeiro dos métodos de preparação e obtenção  de mapas para OruxMaps requer uma aplicação adicional. Trata-se de OruxMapsDesktop, disponível a partir da seguinte hiperligação:

http://www.oruxmaps.com/OruxMapsDesktop.zip

Dado que se trata de uma aplicação em Java, o OruxMapsDesktop tem como pré-requisito a instalação da máquina virtual de Java. Esta, está disponível em:

http://www.java.com/pt_BR/download/

OruxMapsDesktop

O OruxMapsDesktop é uma aplicação que tem por objectivo a conversão de imagens raster geo-referenciadas (ou não) num formato compatível com OruxMaps.

Os mapas podem ser gerados a partir de duas fontes:

  • Mapas calibrados para OziExplorer (.map), kap, tfw, jpw ou geotiff (sendo que este último formato exige ainda a instalação das Java Advanced Imaging Image  I/O tools: https://jai-imageio.dev.java.net/binary-builds.html);
  • Imagens raster e o conhecimento de, pelo menos, duas coordenadas das mesmas.

 

Partindo de uma imagem geo-referenciada, por exemplo no formato OziExplorer (o qual, lembramos, é formado por um par de ficheiros), há que seleccionar então o ficheiro com os dados de geo-referenciação (ficheiro .map), premindo o botão “Calibration File” e, desde que se encontre na mesma pasta, a imagem será carregada automaticamente.

As coordenadas relativas aos pontos utilizados para geo-referenciar a imagem, bem como o datum e o método de projecção em que aquela se encontra são igualmente carregados.

O utilizador apenas tem que se preocupar em definir :

  • O nome do mapa a criar para OruxMaps,
  • A pasta onde será criado,
  • O formato gáfico da imagem a produzir.

 

Depois, basta premir o botão “Create Map”. Caso o utilizador já possua o mapa e pretenda apenas reconstruir os dados  de geo-referenciação deverá activar a caixa de marcação “Only otrk2 file”.

Se se partir apenas de uma imagem, o utilizador tem que introduzir manualmente a seguinte informação:

  • Seleccionar e carregar a imagem a geo-referenciar, premindo o botão “Image File”;
  • Definir o método de projecção utilizado na geração da imagem;
  • Definir o datum em que serão carregadas as coordenadas dos pontos de calibragem;
  • Carregar, pelo menos, dois pontos (separados e na diagonal).

 

A pasta obtida a partir do OruxMapsDesktop e que contém o mapa acabado de criar deverá ser copiada para “oruxmaps/mapfiles”, no dispositivo Android. Aqueles, poderá então ser seleccionado na opção “Browse Maps”, disponível no ecrã de abertura.

O OruxMapsDesktop possui ainda um conversor por lote (“batch converter”) de imagens geo-referenciadas. Para já encontra-se limitado ao formato OziExplorer.

Há, no entanto, que ter alguns cuidados, pelo que o utilizador deverá:

  • Coloca os mapas “fonte” a converter na mesma pasta de origem;
  • Definir uma pasta de destino vazia, de modo a evitar sobreposições de mapas, já que se trata de um processo automático.

 

Através do separador “Calculator” são disponibilizados ao utilizador mecanismos de conversão de coordenadas:

  • UTM para Latitude/Longitude e vice-versa;
  • Entre Datums específicos e o Datum WGS84;
  • Entre o sistema Swiss Grid e o Datum WGS84.

 

Mobile Atlas Creator

Através do Mobile Atlas Creator é possível criar directamente mapas no formato aceite pelo OruxMaps.

O Mobile Atlas Creator pode ser descarregado pelo utilizador a partir da seguinte hiperligação:

http://mobac.dnsalias.org/

A versão a descarregar deverá ser a 1.8 ou superior, já que é somente a partir daquela que estão contemplados os formatos OruxMaps.

Há ainda que ter o cuidado para definir sempre a dimensão máxima do mapa a criar com o Mobile Atlas Creator. Esta operação é levada a cabo através da opção “Settings”, separador “Map Size”,  e evita a geração de maps impossíveis de serem lidos pelo OruxMaps.

Depois, há apenas que copiar os mapas gerados pelo Mobile Atlas Creator para o dispositivo Android (pasta “oruxmaps/mapfiles”).

Anúncios

1 Comentário

Mais um grande artigo! Vou experimentar! Obrigado!

Comentar por Pedro Santos




Os comentários estão fechados.