Land Lousã


CENTRO DE BTT DE GONDRAMAZ by Parola Gonçalves
22/04/2009, 10:00
Filed under: BTT

Boas.

Vão ser inauguradas no dia 2 de Maio as Pistas de Downhill do Centro BTT do Gondramaz em Miranda do Corvo.

Todas informações em.

Link

Link

Anúncios
Comentários Desativados em CENTRO DE BTT DE GONDRAMAZ


NOVIDADES by Parola Gonçalves
04/02/2009, 12:11
Filed under: BTT, NOTICIAS

Boas.

– Vamos ter uma Equipa Oficial no BTT Cross Country/Maratona. A 1.ª Prova será no dia 25 de Abril em S. Pedro do Sul.matecrosabrilho

– O Land Lousã Clube de Praticantes acordou com a MATEC, Materiais Eléctricos do Centro, uma parceria para apoiar a Ong Bougafer em Alnif no sul de Marrocos com material eléctrico, para ser cedido a famílias mais carênciadas ou para a nova Sede da Associação.

– Os sócios doentes estão em recuperação embora o Ivo Padilha ainda continue na Unidade de Cuidados Intensivos.

– Chegamos a São Paulo Brasil a TEKCOM que vende peças Land Rover, ver comentário em IV Encontro Nacional  Defender.

Fiquem bem.

Inté



DOWNHILL LANDLOUSÃ by Parola Gonçalves
01/12/2008, 21:32
Filed under: BTT

Boas.

Aqui ficam umas fotos da descida do dia 23 de Novembro.

 

Foi um dia louco de sobe e desce e a Crónica do João Pedro.

Lousã DH

Já à algum tempo que tínhamos falado de voltar à Lousã para passar um dia a descer.

Da outra vez aquando da Constituição da Landlousã soube a pouco, pelo que desde essa altura que ficou assente que o Nuno tinha de nos aturar outra vez e mostrar-nos os trilhos todos e mais alguns!

 

A ocasião apareceu no dia 23 de Novembro. Telefonei ao Nuno Parola a perguntar se tinha disponibilidade para aturar meia dúzia de malucos nesse Domingo e ele respondeu prontamente que sim! Fixe, estava a barraca armada! Telefonei também ao Paulo Cardoso e ao Bela. O primeiro ficou logo em pulgas e alinhou de imediato, o segundo, mais uma vez não pôde mas deve ter ficado roidíssimo!

 

De Lisboa arrancámos o grupo do costume das descidas em Sintra: O Álvaro, o Pedro, o meu primo Marcos e eu que cada vez mais alinho para estas Downhillisses! (provém do verbo downhillar, eu downhillo, tu downhillas, ele downhilla e por aí adiante)

Combinamos sair de Lisboa às seis da manhã e não houve atrasos! Antes das nove já estávamos á porta do Nuno na Lousã. Entretanto chega o Paulo, vindo do Porto. Tinha falado com ele à dez minutos e a conversa tinha sido: Estou a entrar na estrada da Beira e o GPS diz que falta meia hora! Normal, o gajo ganhou ao GPS por 20 minutos! Abrasado do catano!

 

Um outro grupo de amigos da Lousã ia ter connosco a um café na Lousã que seria o ponto de encontro! Chegados lá, foi passar as bike deles para o atrelado e seguir para a  Serra! Não sem antes despachar um CRRRRROISSANT delicioso! Ui aqueles croissants!LOLOLOLOL

 

Na Serra, foi passar as bikes todas e o pessoal para o Defender do Álvaro. Nada mais fácil, afinal eram só 11 Bikes e 11 Gajos!”

Inté.



AVALANCHE 2008 – RESCALDO by Parola Gonçalves
06/10/2008, 12:08
Filed under: BTT

Boas.

Mais de 500 pilotos fizeram a AVALANCHE 2008, uma excelente Prova organizada pelo Montanha Clube.

O Land Lousã esteve presente com 3 participantes, Nuno Gonçalves, João Bandeira e Leonor Bandeira.

Aqui vão umas fotos.

A zona do salto na N 236. A altura das pessoas serve de referência.

O piloto Land Lousã Nuno Gonçalves

Uma das bikes Land Lousã

O descanso do piloto Land Lousã Nuno Gonçalves

Correu bem.

Parabéns aos pilotos e ao Montanha Clube.

Inté.



LANDLOUSÃ NA AVALANCHE 2008 by andrebela
02/10/2008, 15:07
Filed under: BTT, NOTICIAS

 

Agentes infiltrados no seio da LANDLOUSÃ, forneceram esta foto espia, onde se pode ver a YÉ-YÉ do Mestre Parola em fase de preparação para o grande evento de Downhill.

 Apurámos junto do mecânico da equipa, que vêm três camiões cisterna de WD40, para meter a transmissão a funcionar ao gosto do atleta.

De notar o apurado trabalho ao nível da geometria e suspensão activas desta máquina infernal, mostrando que a este nível não se brinca.

Trata-se de uma máquina que transpira velocidade e munida de tecnologia de ponta.

Pormenores como o quadro em Óxido de Ferro (para ser mais leve) e o Selim em Couro natural, não deixam margem para dúvidas!

Trata-se de uma séria candidata ao pódio, coisa já habitual à auto-intitulada LAND LOUSÃ – BIKE TEAM.



AVALANCHE 2008 by Parola Gonçalves
01/10/2008, 21:55
Filed under: BTT

Boas.

Pois é, está pela Lousã a uma das maiores provas de Down Hill Nacional, organizadas pelo Montanha Clube.

É impressionante o espectáculo das bikes a descer pela Serra da Lousã.

Se vieres a Caminhada vais curtir bués esta Prova.

Mais novidades em http://www.montanha-clube.pt/

Apareçam por cá.

PS: o n.º 35 Nuno Gonçalves  representa o Land Lousã.

Inté.



LAND LOUSÃ NO VALLNORD BIKE PARK by andrebela
30/09/2008, 11:10
Filed under: BTT

Estas férias, tive oportunidade de intercalar no programa uma visita ao Bike Park de Vallnord.

Era uma ideia que eu já tinha há algum tempo, pois tenho uma panca mais ou menos escondida pelo Downhill!

O André Bela, fez-me o desafio: Olha lá, já que vamos a França que tal uma paragem estratégica em Andorra para desbundarmos feiamente no Bike Park? Óbvio que fiquei em pulgas com a ideia!

No primeiro dia de Férias, arrancámos de Celorico da Beira directos para Andorra, tendo nesse noite dormido já em La Massana.

De manhã andámos a ver as lojas de bikes que tinham para aluguer. Todas no centro e pertíssimo do Teleférico! How convenient!!! As nossas excelentíssimas estavam em pleno habitat natural, pois Andorra La Velha é mm ali!!!!

Confesso que a minha ideia era bem definida em relação à bike que queria experimentar! Estávamos em Vallnord, La Massana, em ambiente Cedric Gracia, outra coisa não me passava pela cabeça senão abusar de uma Commençal SupremeDH! Tinha de ser!
Dirigi-me à loja do Cedric Gracia a Pit Stop e só tinham Furious para alugar! Era bom mas sou de ideias fixas! Aproveitei e iniciei as hostilidades das compras e trouxe umas luvas muito à maneira!

Lá perto havia outra loja onde o André já tinha ido da outra vez e que tinha sido muito bem atendido, que é a Pic Negre. Aqui também alugavam Commençal e tinham SupremeDH e MiniDH (muito parecida de quadro mas com menos curso).
Decidimos alugar as duas, eu a SupremeDH, com 200 na frente e 185 atrás e o André a MiniDH com 160 na frente e 150 atrás.

Resta também dizer que só me tinha montado uma vez numa Demo8 mas nunca tinha descido nada com uma bike de Downhill, seria tudo novo na estreia!

E lá fomos!
Primeiro filme foi meter uma bike de 19 Kg e compridíssima dentro do teleférico! As portas abrem pouco! Mas lá no safámos, lá coubemos os dois mas as bikes! Nada Fácil!

 Iniciámos por duas pistas fáceis, seguindo o conselho do bacano da loja, para nos ambientarmos às bikes e ao terreno!
Depois mandámo-nos para as pistas vermelhas!

      

 Aqui o avião com mais pormenor! MÁQUINA!

Fizemos as pistas todas menos as duas mais difíceis. A do Cedric Gracia e a das Madeiras, primeiro porque o nosso nível não nos ia permitir aproveitar as pistas, uma vez que somos principiantes e para andar a pé escusamos de ir agarrados às bikes e depois porque ficámos viciados na pista OLD SCHOOL!

Aquilo são single tracks intermináveis, ora de pedra ora de terra, sempre entre àrvores, com inclinação sempre puxadita, sempre muito rápidos e técnicos!

Na minha primeira descida do OLD SCHOOL fui literalmente a hiperventilar até lá abaixo! A adrenalina e a velocidade são indescritíveis, cheguei lá abaixo e até me doía o coração tal a adrenalina! É brutal!

A bike papa tudo e dá uma confiança assustadora!

Dei por mim a voar, aterrar já em rampa inclinada, mas mesmo inclinada para em menos de 3 metros ter um releve brutal e curvar quase para tras! A sensação de chegar a um releve com aquela velocidade, a travagem brutal e o baldanço para a curva e isto repetido algumas vinte vezes na mesma descida é qualquer coisa de BRUTAL!

Na terceira descida já não tinha travões, os AVID juicy Three mesmo com discos de 200 não fazem milagres! O que acabou por influenciar e muito a condução nas últimas descidas! Àquela velocidade não conseguir travar como se quer e quando se quer pode correr muito mal!
As marcas profundas nos capacetes e nas protecções mostram bem que a cair será feio!

O cansaço era notório, estávamos já completamente encharcados ao fim de cinco ou seis descidas! Cansa e muito! Mas acho que com travões melhores tinhamos feito mais uma ou duas descidas a bombar a sério!

Tivemos duas quedas, valeram as protecções!




%d bloggers like this: